domingo, 27 de março de 2016

MARIA MADALENA - PERSONAGEM BÍBLICA EXTREMAMENTE CONTROVERTIDA


Prof. Dr. Oscar Luiz Brisolara
Maria Madalena, ou Maria de Magdala é uma das personagens bíblicas mais controvertidas. Sua imagem transita entre a santa e a prostituta. Aparece sempre como uma das mais fiéis seguidoras de Jesus Cristo. Mas, por vezes, chega ser considerada até mesmo amante do mestre.
De acordo com Gregório Magno, é apresentada como  a "pecadora"  que aparece no Evangelho de Lucas (Lc 8:2), também a identifica como sendo a mesma Maria de Betânia, irmã de Lázaro, o amigo ressuscitado por Jesus.
Maria era originária de Magdala, uma pequena aldeia situada na antiga Galileia. Acreditava plenamente que Jesus era o Messias esperado pelos judeus. Isso aparece em Lucas (Lc 8:2), e em Marcos (Mc 16:9).
Ela esteve presente nos momentos fundamentais da vida de Jesus Cristo, especialmente na crucificação e no funeral, onde aparece ao lado de Maria mãe, conforme se lê em Mateus (Mt 27:56), Marcos (Mc 15:40), em Lucas (Lc 23:49) e em João (Jo 19:25).
No sábado, dia sagrado judaico, após o pôr do sol, quando findava a sacralidade do dia consagrado, segundo o antigo testamento, ela teria comprado perfumes com a finalidade de preparar a exéquias do mestre, conforme o costume judaico.
Permanecera na cidade durante todo o sábado, e no dia seguinte, de manhã muito cedo, "quando ainda estava escuro" , foi ao sepulcro. Maria estava da parte de fora, a chorar, debruçou-se para dentro do túmulo e viu dois anjos vestidos de branco sentados no lugar onde tinha estado o corpo de Jesus, um á cabeceira e outro aos pés. Perguntaram-lhe: "Mulher, porque choras?" E ela respondeu : "porque levaram o meu Senhor e não sei onde O puseram". Dito isto, voltou-se para trás e viu Jesus de pé, mas não O reconheceu.
E Jesus disse-lhe: " Mulher, porque choras? Quem procuras? Ela, pensando que fosse a o encarregado do Horto, disse-Lhe: "Senhor, se foste tu que O tiraste, dize-me onde O puseste, que eu vou buscá-lO. Disse-Lhe Jesus: "Maria!" Ela, aproximando-se, exclamou em hebraico: " Rabbuni!"- que quer dizer Mestre! Jesus disse-lhe; "Não me detenhas, pois ainda não subi para o Pai; mas vai ter com os meus irmãos e dize-lhes: "Subo para O meu Pai que é vosso Pai, para O meu Deus que é vosso Deus": Maria Madalena foi e anunciou aos discípulos: "Vi o Senhor!" E contou o que Ele lhe tinha dito. (Jo 20:18; Mt 28:1-10; Mc 16: 1-11; Lc 24: 1-10; Jo 20: 1-2). Nada mais se sabe sobre ela a partir da leitura dos Evangelhos canônicos, ou sejam, os quatro que compõe a Bíblia cristã.
Hoje, alguns escritores e estudiosos, como Margaret George, Henry Lincoln, Michael Baigent e Richard Leigh, em livros como “O Santo Graal e a Linguagem Sagrada”, (1982), como também o ficcionista Dan Brown em “O Código da Vinci”, colocam Maria Madalena como fazendo parte dos apóstolos de Cristo. Brown confunde-a evidentemente com o apóstolo João que, por ter apenas dezesseis anos, era imberbe. Leonardo da Vinci, como homem extremamente culto, sabia muito bem disso. Diferentemente do que afirma Brown ao confundi-lo com Maria Madalena, coloca-o, como o discípulo sempre disponível e apóstolo que ele amava, coloca-o, portanto, ao lado do mestre.
Depois, há o caso dos evangelhos considerados pela Igreja como apócrifos, sendo mesmo um deles atribuído a Madalena. As razões da escolha dos Evangelhos para o Novo Testamento, por influência do imperador Constantino no século IV d. C., não são muito claras até hoje. O porquê desses quatro e não outros não é ponto pacífico entre os estudiosos das sagradas escrituras.
Há um fato que ninguém pode negar: a popularidade de Maria Madalena em suas diversas faces e versões. As artes representaram muito bem isso. É uma das personagens mais trabalhadas pelos artistas através dos tempos.
A seguir, apresento pinturas e esculturas da grande personagem do cristianismo que julguei representativas entre as milhares que se fizeram séculos seguidos.

VEJA UMA GALERIA DE OBRAS IMPORTANTES:
Maria Madalena - escultura de Gian Lorenzo Bernini
Catedral de Siena, Itália. (1661).

Madalena Penitente - Caravaggio (1494-95).

Leonardo da Vinci - Mary Magdalene (1515).



Mary Magdalene as Melancholy
by Artemisia Gentileschi (1621-1622).
El Greco - Mary Magdalene in Penitence,1577.
Maria Magdalena - Antonio Ciseri (25 October 1821 – 8 March 1891) was a Swiss-Italian painter of religious subjects.







Mary Magdalene by Raphael (1625-35).

























































Mary Magdalene in contemplatios - Donato Creti (24 February 1671 – 31 January 1749) was an Italian painter of the Rococo period, active mostly in Bologna.