sábado, 1 de abril de 2017

TRADIÇÕES DO DIA PRIMEIRO DE ABRIL


Prof. Dr. Oscar Luiz Brisolara
A primeira tradição é a da mentira de brincadeira. Não se tem ao certo de onde provém esse costume. Há muitas hipóteses
Este tipo de brincadeira existiu em todos os povos antigos. O que nos é mais próximo, culturalmente, é o Festival Hilaria, dos antigos romanos, que ocorria no dia 25 de abril, que era a festa da alegria. Entre os hindus, os persas, os antigos judeus, somente para citar alguns exemplos, havia festas com esse mesmo espírito de brincadeira inocente. Os mais próximos de nós no que se refere ao tempo são os Feast of Fools, a festa dos tolos, festa dos bobos, ou festa dos Inocentes: era uma farsa, organizada, em princípio, em 26, 27 e 28 de Dezembro, numa época em que os clérigos tinham mais influência sobre a sociedade. Organizado pelos clero na Europa e usada em muitas cidades do norte da França do século XII. Consistia numa farsa em que se enganava alguém com brincadeiras inocentes. Havia uma certa ligação com a Saturnalia romana, que se realizava na época de Natal. Porém, essa festa degenerou-se para licenciosidades sexuais degradantes, oque levou ao seu banimento nas sociedades sadias.
Poisson d'avril - brincadeira muito usada na França até pouco tempo. Literalmente, seria o peixe de abril, mas a tradução mais adequada talvez seja brincadeira de abril. Consiste em colar um peixe de papel às costas da pessoa com quem se quer brincar. Todos se riem sem que o interessado muitas vezes se dê conta da zombaria.
Há quem ligue essa brincadeira ao costume cristão de se alimentar de peixes na quaresma, evitando outras carnes. São todas hipóteses. Hoje, é um hábito bastante abandonado em toda parte.