quarta-feira, 23 de setembro de 2015

POEMA PARA MINHA AMADA AO ROMPER DA PRIMAVERA



PARA MINHA AMADA,

Na primavera que se instaura nas flores,
Mas que mais profundamente se instala nas almas.
Eu canto à minha amada.
Porque é primavera, meu amor,
Quero cobrir-te de flores,          
A flor entre as flores,
A bela entre as belas.
A amada entre os amores.
És a primavera da minha existência.
Por isso, minha primavera,
Quero cantar-te em todos os idiomas,
Como não os sei todos,
Aqui vão, os poucos que conheço:
És a latina poética ver,
A clássica Άνοιξη grega,


A encantadora printemps dos pernósticos franceses,
A florida spring dos práticos ingleses,
A primavera ditosa que partilhamos com italianos e espanhóis,
Na fraternidade latina,
A sonora Frühling, que os germânicos encanta.
Acima de tudo, és minha amada e primaveril Cristina,
Na intimidade do afeto, simplesmente Cris.