sábado, 13 de setembro de 2014

JOGOS NA GRÉCIA ANTIGA

Oscar no estádio de Olímpia
Prof. Dr. Oscar Luiz Brisolara
Quando se faz menção a jogos na antiga Grécia imediatamente lembramos os Jogos Olímpicos, realizados de quatro em quatro anos, na pequena Olímpia, entre os templos de Zeus e de Hera, desde o século VIII a. C. (776 a. C.). Ao lado, uma fotografia do Estádio Olímpico de Olímpia hoje.
Acontece que esses jogos consistiam de uma confraternização aberta a todas as comunidades gregas, uma sublimação das guerras. Compunham-se de festejos populares os cultos a diversas divindades e competições esportivas. Os Jogos Olímpicos da antiguidade foram de tamanha importância que serviam de marca do tempo. Quando se queria marcar um acontecimento histórico, dizia-se que ocorrera há um determinado número de anos após a primeira realização da primeira competição olímpica, como se costuma fazer hoje em relação ao nascimento de Jesus Cristo.



Porém esses festejos não se reduziam aos Jogos Olímpicos. Os jogos conhecidos como pan-helênicos compunham-se de quatro principais disputas esportivas: Jogos Olímpicos, realizados em Olímpia; Jogos Píticos, realizados em Delfos; os Jogos Nemeus, que ocorriam Nemeia, na Argólida; e, por fim, os Jogos Ístmicos, realizados no istmo de Corinto, ponto de ligação entre a Grécia continental e o Peloponeso. Assim, o fato de cada festival de jogos realizar-se de quatro em quatro anos resultava que, sempre, em todos os anos havia jogos na Hélade.
Mapa da Grécia

A mais antiga e mais célebre dessas competições era conhecida como Jogos Olímpicos, que daria origem às nossas olimpíadas do mundo moderno, criadas pelo pedagogo e historiador aristocrata francês Pierre de Frédy, conhecido pelo seu título nobiliárquico de barão de Coubertein (baron de Coubertin), realizada pela primeira vez no verão europeu de 1896, em Atenas.
Esses jogos realizavam-se na pequena Olímpia,  Ολυμπία, em grego clássico, em homenagem a Zeus. Como já se disse, tiveram início no século VIII a. C. Era uma série de competições realizadas entre representantes de diversas cidades-estado da antiga Hélade, confederação das cidades gregas. Segundo a mitologia, o iniciador dos Jogos Olímpicos teria sido Héracles (Hércules, para os romanos). O herói grego, após realizar seus doze homéricos trabalhos, teria construído o Estádio Olímpico e criado os Jogos Olímpicos em homenagem a Zeus, seu pai.
Esses jogos destacaram provas de corrida, pentatlo (que consiste em um evento de saltos, disco e lança-dardo, uma corrida a pé e luta), boxe, luta livre, e eventos equestres.  Segundo certa tradição, o primeiro campeão olímpico teria sido Coroebus, cozinheiro da cidade de Elis.
Os Jogos Olímpicos tiveram seu apogeu nos séculos VI e V a. C. Sua decadência e fim se deram com o advento dos imperadores cristãos em Roma.  Teodósio I, em 393 d. C., proibiu essa modalidade de jogos, por serem considerados uma manifestações de paganismo. Como derradeiro golpe às manifestações da cultura grega, Teodósio II, em 420 d. C. ordena a destruição de todos os templos gregos.
Jogos Píticos

A segunda competição esportiva da antiguidade grega eram os Jogos Píticos, realizados na cidade de Delfos, em homenagem a Apolo. Também aconteciam de quatro em quatro anos. Realizavam-se dois anos depois dos Jogos Olímpicos. Tiveram início no século VI a. C.. Diferentemente dos Jogos Olímpicos, os Jogos Píticos incluíam também competições de música e de poesia. Essas competições são mesmo anteriores às disputas esportivas.
Segundo a mitologia, os concursos de música e poesia teriam seu início desde a época em que Apolo teria destruído a serpente Píton, como forma de comemorar a libertação do povo daquele monstro terrível. Essa é a origem da denominação de Jogos Píticos. Fora essa diferença, os eventos eram semelhantes aos dos jogos Olímpicos, exceto por não haver corridas de carros com quatro cavalos. Esses jogos se realizavam em um planalto próximo ao Monte Parnaso e ao templo de Apolo.
Além das disputas atléticas anteriores, aconteciam também no território grego os Jogos Nemeus. Também dedicados a Zeus, realizados em Nemeia, Νεμέας, em grego. Nemeia é um sítio arqueológico situado no nordeste do Peloponeso em uma região conhecida como Argólida. Não chegou a se constituir em uma cidade-estado. Havia no local um célebre templo dedicado a Zeus, nos arredores do qual se promoviam os Jogos Nemeus. Teriam sido também erigidos por Héracles no século VI a. C., após derrotar o famoso leão de Nemeia. Pouco se sabe sobre esses jogos. Acredita-se que fossem semelhantes aos Jogos Olímpicos. Há uma crença que fossem os quartos jogos entre as competições pan-helênicas.
Neemee Zeustempel

Por fim, em homenagem a Poseidon, a cada dois anos realizavam-se os Jogos Ístmicos, que tiveram imensa importância na antiga comunidade grega. Tinham imensa participação popular pela razão de acontecerem nas proximidades de Corinto, que era um dos mais importantes centros comerciais da antiguidade.
Não se tem conhecimento exato sobre a data do início dessas competições. Embora não haja relatos históricos a respeito das modalidades de disputas desses jogos, pelos desenhos e monumentos da época somos levados a crer que nestes jogos eram disputadas provas hípicas, atléticas, musicais, literárias e náuticas. Sabe-se que, a partir do início do século VI a. C., os concursos de música e poesia admitiam também a participação de mulheres. Prova disso é que o grande poeta lírico Pindaro foi derrotado cinco vezes pela poetisa Corina. Os vencedores dos jogos Ístmicos recebiam como prêmio uma palma e uma coroa de folhas de pinheiro.
Flaminius restoring Liberty to Greece at the Isthmian
 Games.

Além dos festivais de jogos acima mencionados, havia muitas outras festividades menores que incluíam jogos, além daquelas produzidas eventualmente por um príncipe sem compomisso com a repetição.